WESTWORLD: Em que tempo estamos? Até onde somos capazes que ir para sentimos algum prazer?

Westworld, a superprodução da gigante HBO, desenvolvida por Jonathan Nolan (irmão de Christopher Nolan) e Lisa Joy, e com produção executiva de J.J. Abrams, está de volta HOJE! A série é baseada no filme de mesmo nome de 1973, que foi escrito e dirigido pelo escritor norte-americano Michael Crichton.

Sinopse:

A história se passa em Westworld, um parque temático tecnologicamente avançado que simula o Velho Oeste e é povoado por androides sintéticos apelidados de “anfitriões“, que atendem aos desejos dos ricos visitantes do parque. Os visitantes podem fazer o que quiserem dentro do parque, sem seguirem regras ou leis e sem medo de retaliação por parte dos anfitriões.

Grande Elenco

Anthony Hopkins encabeça um elenco de estrelas. Além dele, Evan Rachel Wood, Ed Harris, Jeffrey Wright, Rodrigo Santoro, Thandie Newton, Jimmi Simpson, Tessa Thompson, Angela Sarafyan, Simon Quarterman, James Marsden, Ben Barnes, Clifton Collins Jr., Miranda Otto, e mais um grande elenco de apoio.

Tecnicamente Impecável

Com um enredo inteligente que mescla um bang-bang no Velho Oeste a um ambiente futurista, Westworld é uma distopia absurda, um drama de alto nível. O seu primor técnico eleva o nível de produções feitas para TV ao máximo!

Atuações impecáveis, um desenrolar de trama bem distribuído, episódios bem dirigidos e revelações marcantes, são alguns dos motivos que levam o espectador a não querer desgrudar os olhos dessa história.

Roteiro Ousado

Um roteiro que não tem medo de chocar, seja pela violência, pelo sexo ou sadismo de seus personagens centrais. Westworld traz questões relevantes e até repetitivas em produções de ficção científica (mas aqui contadas de maneira diferente), como: A busca de robôs pela sua humanidade, sua origem, suas memórias. A necessidade de nós, humanos, em segregar e inferiorizar outras espécies para nos sentimos superiores/melhores.

Enigma

Westworld volta hoje (no canal HBO) para sua segunda temporada. A série deve vir ainda mais forte, aprofundando suas questões sobre o existencialismo. E decifrando alguns de seus muitos enigmas criados na primeira temporada. Será que os robôs conseguiram sair do parque para se vingar dos humanos?

Com certeza, uma das melhores séries da atualidade! Assistam! 😉

Por, @diogolimma