Do ganhador de Nobel, Kazuo Ishiguro, Não Me Abandone Jamais foi adaptado para os cinemas e apresenta grandes diferenças do livro. Venha conferir quais!

Quando assisti ao filme  de Não me abandone jamais, fiquei com uma grande sensação de vazio interior. Ainda assim, quis ler o livro e mergulhar mais profundamente no universo criado por Kazuo Ishiguro.

A experiência foi duas vezes mais intensa. Mas não me arrependo de ter passado por ela. O filme por ser inspirado no livro carrega a responsabilidade de fazer justiça a obra.

Clique aqui e adquira na Amazon!

the29chapters-livroxfilme-naomeabandonejamais

Cabe ao telespectador entender que cada um tem seu estilo e nem sempre vai agradar a todos. Contudo, fica quase impossível para o leitor, não comparar um ao outro. Então, venha saber as principais diferenças em mais uma coluna Livro X Filme.

ATENÇÃO: Este texto contém spoilers do filme e do livro!

A revelação do segredo

Um dos pontos que mais causa curiosidade ao ler o livro é descobrir o que são realmente as crianças que vivem em Hailsham. O autor nos dá pistas e deixa por nossa conta a conclusão. O filme por sua vez surpreende o telespectador ao revelar esse segredo nos primeiros 20 minutos do filme.

Conhecemos os personagens através de Kathy H. assim como acontece no livro. No filme, enquanto relembra como conheceu Tommy e Ruth, ela revela o momento exato em que descobriu quem eles são e quais são suas funções na vida.

Imagem relacionada

No livro essa revelação só chega nos capítulos finais. Claro que o leitor já compreendeu a essa altura a verdade. Mas, o fato de ser revelado não deixa de ser chocante. O leitor já conhece a todos tão bem, sabe de seus sonhos e desejos e acaba se afeiçoando aos personagens.

Então, revelar o segredo tão prematuramente acaba sendo frustrante para quem já leu o livro. Saber tão antecipadamente quem eles são, deixa a história apenas comum e dramática.

O relacionamento entre os três

No livro, Kathy nos conta sobre a vida idílica em Hailsham enquanto descortina seu relacionamento com Tommy e Ruth. Sua amizade com os dois vai se revelando aos poucos. Com seu olhar aguçado, Kathy compreende a personalidade deles e ajuda o leitor a compreendê-los também.

Clique aqui e adquira na Amazon!

Já o filme apresenta a amizade deles pela ótica da rivalidade e competitividade. Ruth sempre observando os passos de Kathy e se interpondo em seu caminho por inveja ou ciúmes. Quando percebe que Kathy tem um interesse em particular em Tommy, cria intrigas e faz de tudo para afastá-los.

Resultado de imagem para never let me go gif

Ao narrar o filme pela visão apenas de Kathy, deixa transparecer a mágoa que ela sente da amiga. O que acaba dando uma visão simplória a amizade dos três. Ruth acaba se tornando apenas a vilã que se aproveitou da ingênua Kathy. Toda a profundidade dos personagens do livro, se reduzem no filme a um triângulo amoroso.

A influência dos tutores na vida do trio.

No livro, enquanto crescem no internato de Hailsham, são ensinados a como sobreviver quando saírem de lá. São preparados para a vida e para cumprirem os papeis que os aguardam. E os tutores, por mais que tentem se manter imparciais, acabam tendo papeis fundamentas em seus dias.

Clique aqui e adquira na Amazon!

No filme, os únicos tutores que tem uma participação mais significativa é Miss Lucy. Que surge como a reveladora do grande segredo e some de vista logo depois. E Miss Emily que gerencia o internato e no final surge com a notícia devastadora que acaba com as ilusões do casal.

Kathy como cuidadora de Ruth e Tommy

No livro, quando descobre que Ruth não está bem, após a sua segunda doação, Kathy decide cuidar dela. Mesmo sabendo que a separação delas não terminou de maneira legal. Decide cuidar da amiga com carinho e dedicação.

O reencontro, acaba trazendo grandes revelações. Também acaba reaproximando Kathy e Tommy. Só após cumprir sua função ao lado da amiga, é que ela se torna cuidadora de Tommy.

No filme, Kathy reencontra Ruth e Tommy e por sugestão de Ruth, se torna a cuidadora dele. Ruth surge apenas como uma vilã redimida com a função de reunir o casal outra vez. O que fecha o ciclo do triângulo amoroso de maneira simples. Explorando pouco o potencial de atrizes tão capazes de grandes atuações.

Mesmo com todas as diferenças, recomendo livro e filme. É preciso compreender que não dá para adaptar um livro ao pé da letra. Cada um tem uma função no ramo do entretenimento e a do filme é despertar emoções através da visualização.

Enquanto a do livro é aguçar a imaginação. Sem falar que o filme foi bastante elogiado pela crítica. E as diferenças são fundamentais para que as duas obras possam ser apreciadas como devem ser. O importante é aproveitar essa história original e cativante!

E você já leu esse livro? Assistiu ao filme? Comente!

Texto por Yane Faria (Instagram: @leituraqueebomeeugosto)