Steven Spielberg retorna ao estilo que o consagrou, com um dos melhores blockbusters dos últimos tempos. Uma aventura sci-fi que é uma verdadeira ode à cultura pop dos anos 80/90.

Com um vigor impressionante, Steven Spielberg volta às suas origens de forma brilhante. Em Jogador Nº1, o diretor cria um novo clássico que une ficção científica, ação/aventura e, incontáveis referências à filmes e games dos anos 80/90.

Sinopse:

Em 2045, Wade Watts, assim como o resto da humanidade, prefere a realidade virtual do jogo OASIS, ao mundo real. Quando o criador do jogo, o excêntrico James Halliday morre, os jogadores devem descobrir a chave de um quebra-cabeça para conquistar sua fortuna inestimável. Para vencer, porém, Watts tem de abandonar a existência virtual e ceder a uma vida de amor e realidade da qual sempre tentou fugir.

Realidade Virtual

Baseado no best-seller, de mesmo nome, do autor Ernest Cline, Jogador Nº1 é um filme sobre um jogo em realidade virtual de caça à “easter eggs” (referências), que acaba provocando o mesmo no telespectador. Durante todo o filme é possível se perceber caçando referências. E o mais legal disso tudo, é que não são apenas referências soltas, elas influenciam diretamente na história.

Spielberg de Raiz!

Um dos pais da cultura pop dos anos 80/90, Spielberg se auto-referencia em Jogador Nº1. Grande responsável por diversas aventuras que embalaram os nossos melhores anos de sessão da tarde com filmes como: Tubarão, ET – O Extraterrestre, Jurassic Park, Indiana Jones, Os Goonies, Poltergeist – O Fenômeno, e muitos outros.

O diretor demonstra vitalidade e energia ao dirigir um filme moderno e atual, mas que também é cheio de emoção e nostalgia. A obra funciona tanto para antigos fãs, que conhecem a filmografia de Spielberg e captam as referências, quanto para um novo público que, ainda não tinha tido a chance de ter visto no cinema, um filme que lembra os melhores trabalhos do diretor na década de 80.

Nostalgia Pura

Saí do cinema emocionado, relembrando meus tempos de menino. Maravilhado, vendo aqueles dinossauros gigantes de Jurassic Park. A cada “easter egg” que aparecia na tela, o cinema vibrava como se fosse um gol. Jogador Nº1 é uma experiência que me levou para outros tempos. Um dos momentos mais bacanas que eu vivi no cinema, ultimamente.

Além de Tye Sheridan como Wade Watts, o elenco conta ainda com Ben Mendelsohn (Nolan Sorrento), Simon Pegg (Ogden Morrow), Mark Rylance (James Donovan Halliday), T.J. Miller (i-R0k), Hannah John-Kamen (F’Nale Zandor), Olivia Cooke (Samatha Evelyn Cook, Art3mis) e Simone Kirby (Loretta).

Real X Virtual

O filme reforça os valores de uma boa amizade e ainda traz a mensagem de que, mais importante do que vencer o jogo, é aproveitar todo o caminho percorrido até o fim. E que, mesmo com todos os artifícios do mundo vitual, nada pode substituir o que é real.

Por: @diogolimma