Nada como um bom livro para entreter, ensinar e te fazer descobrir novos mundos. Mas a vida de um leitor também tem seus próprios dilemas. Você tem algum deles?

Ser Bookaholic, viciado em livros, não é tão fácil quanto algumas pessoas possam imaginar. Ler é um hobby que pode custar caro aqui no Brasil. Especialmente se você vive nas regiões Norte e Nordeste e sofre com o valor abusivo de frente. Contudo, além da questão financeira, leitores também passam por outros dilemas.

Ter vários livros para ler e não saber por qual começar

Apesar dos preço alto e da falta de grana para comprar todos os livros que queremos, felizmente não faltam opções de leitura. O problema é que queremos ler tudo. Mesmo os leitores que focam em um só gênero. Então como faz pra escolher?

Algumas pessoas utilizam o Skoob para estabelecer metas de leitura. No início tive problemas com essa estratégia, pois todos os livros que queria ler colocava como meta de leitura. Já imaginou ler mais de 2 mil livros no ano? Bem que eu queria, mas tempo é um recuso limitado! Então, agora utilizo a meta de leitura sabiamente incluindo apenas os que “necessito” ler naquele ano.

Resultado de imagem para bookaholic gifs

O interessante da meta de leitura do Skoob é que você pode não só criar a sua, mas visualizar as dos seus amigos. Algo que cria quase uma “competição” saudável para ver quem está na frente! Além de visualizar tudo de interessante que seus amigos já leram esse ano e incluir na sua lista também. Se quiserem saber o que estou lendo no momento, só adicionar meu perfil: Skoob – Nicole Chaves.

Ter vários livros na estante, mas sempre comprar novos

Durante muitos anos, fui especialista neste dilema. Aliás, até hoje tenho livros que não li na estante, mesmo que tenha doado a maior parte dos meus livros. Sim, estou numa fase que leio e faço a doação para que outras pessoas possam ler também. Afinal, como eu disse no início, ser leitor no Brasil não é fácil. Então sempre é bom ajudar outras pessoas que não tem condições a construir esse “vício” saudável.

Talvez a questão de comprar novos livros seja justamente o mesmo erro da meta de leitura. Você compra pra incluir nas suas leituras ou até mesmo reler uma história que você amou. O problema aqui não é ter muito livros. Livros nunca são demais. Só que você tem que definir quais são suas prioridades em questão de livros.

Resultado de imagem para bookaholic gifs

Além disso, também pode acontecer de ficar sem espaço na estante. Levanta a mão quem já passou por isso o/ Então, leia os livros que tem. Depois compre novos, ok? E se puder doe aqueles livros que você sabe que não vai reler ou tem um carinho especial. Se não conseguir doar ainda, comece a sessão de desapego emprestado pra alguém conhecido.

Desistir de um livro quando não gostar

Esse é o dilema que me causava insônia. Como eu poderia abandonar um livro? Não seria como abandonar um filho (Sim, sou dramática!) ou um velho amigo? Bom, se existe uma coisa que percebi é que não faltam opções de bons livros. Se você começou a ler um e não gostou, deixa de lado por um tempo. Pode ser que você volte, dias ou anos mais tarde. Ou talvez aquele livro não seja para você.

Sim, existem livros que não vão te agradar. E isto não é um problema seu ou do livro. Se existem pessoas que você não tem afinidade, por que com livros seriam diferente? Lembrem-se: Livros são pequenas partes da alma de um escritor! Sim, todo autor deixa um pedaço de si mesmo em suas histórias.

Imagem relacionada

Então, não fique chateado se não se identificou com o livro. Acontece. Bola pra frente. Existem vários outros livros que você ainda vai criar aquela conexão. E a sua meta de leitura é uma prova disso. Acabe com este dilema, pois os outros dois acima são mais complicados de se livrar!

Mas e você? Se considera um bookaholic? Tem algum desses dilemas? Compartilhe comigo nos comentários quais seus problemas como leitor.