THE HANDMAID'S TALE: A melhor e mais importante produção televisiva está de volta para sua 2ª temporada.

A série mais importante da atualidade está de volta! The Handmaid’s Tale. Exibida nos EUA pelo serviço de streaming Hulu (plataforma similar à Netflix), e no Brasil pelo canal pago Paramount Channel. A primeira temporada foi eleita a melhor série no Emmy e no Globo de Ouro.


Baseada em O Conto da Aia, obra de Margaret Atwood originalmente publicada em 1985, a série mostra uma sociedade distópica, onde mulheres perdem seus direitos e se tornam propriedade do governo, após tragédias ambientais que afetaram a taxa de natalidade.

Sinopse:

No universo da série, as taxas de fertilidade caíram drasticamente devido à poluição ambiental e a doenças sexualmente transmissíveis. Nesse cenário caótico, um grupo cristão fundamentalista toma o poder nos EUA e estabelece um regime totalitário, a “República de Gilead”.

O papel das mulheres ali é extremamente limitado: elas não podem trabalhar, ter conta em banco, nem ao menos ler. As poucas que ainda podem ter filhos são transformadas em “handmaids: escravas sexuais designadas, cada uma, para uma família da elite de Gilead, com o único propósito de engravidar.

Distopia Em Alta


A distopia choca por relacionar situações absurdas do nosso tempo a “um futuro próximo”. Geralmente, a sociedade, nesse estilo de ficção, passa por algum trauma, como totalitarismo político, pobreza extrema, crise ambiental, opressão policial… O contexto dessas obras identificam problemas no mundo atual, e os elevam a níveis ainda mais absurdos que a nossa própria realidade.

Superprodução


A série traz um primor técnico impressionante. A excelência em cada uma de suas esferas de produção. Fotografia, figurino, designer de produção, trilha sonora… E como se não bastasse um roteiro fabuloso, que cria uma atmosfera de horror e perplexidade a cada episódio, as atuações estão um nível acima do que pode se chamar de: PERFEITO!


Não é à toa, que a série se tornou a produção televisiva mais premiada do ano passado. E além, de seus prêmios de roteiro/direção/produção. Muitas de suas atrizes tiveram seus trabalhos reconhecidos e premiados, como: Elisabeth Moss (MARAVILHOSA!), Ann Dowd, Alexis Bledel, Yvonne Strahovski, Madeline Brewer e Samira Wiley.

Manifesto Feminista

Apesar do seu teor extremamente pesado e difícil de ser assistido, THE HANDMAID’S TALE é um grito feminista. Uma história que maximiza a opressão vivida por mulheres durante anos e até hoje. Um alerta ao que pode acontecer ao mundo, se continuarmos no caminho violento, de consumo efêmero, e pensamento político radical.


Uma obra que nos choca e nos faz refletir a cada episódio, sobretudo uma história de força feminina, amor e resistência.

UM HINO DE SÉRIE!!!

Por, @diogolimma